As pessoas passam a maior parte de suas vidas se ofendendo com o que alguém lhes fez. A incrível revelação que eu vou fazer a você, vai mudar sua vida … Ninguém o ofendeu! São suas expectativas do que você esperava dessas pessoas, as que te machucavam.

Expectativas que você cria com seus pensamentos. Elas não são reais. Elas são imaginárias. Se você esperava que seus pais lhe desse mais amor e eles não lhe deram, você não precisa se sentir ofendido. São suas expectativas sobre o que um pai ideal deveria ter feito para você, aqueles que foram violados. Suas idéias são as que te machucam.

Se você esperava que seu parceiro reagisse de uma maneira tal e ele não … Seu parceiro não fez nada com você. É a diferença entre as atenções que você esperava ter com você e as que você realmente teve, as que te machucavam. Mais uma vez, isso é na sua imaginação. Irritado com Deus? Ele são suas crenças sobre o que Deus deve fazer, o que o machuca. Deus nunca ofende nem prejudica ninguém. Um hábito exige que todas as suas partes funcionem. Se você perder um, o hábito é desarmado. O hábito de se sentir ofendido pelo que os outros fazem para você (ninguém realmente faz qualquer coisa para você) desaparecerá quando você souber melhor a fonte das “ofensas”.

Quando nascemos, somos autênticos. Mas nossa verdadeira natureza é suprimida e substituída artificialmente por conceitos que nossos pais, sociedade e televisão nos ensinam. E eles criam uma falsa novela de como as coisas devem ser em todos os aspectos de sua vida e como os outros devem agir.

Uma das maiores fontes de ofensas é tentar impor o ponto de vista de uma pessoa em outra e orientar sua vida. Quando você lhe diz o que fazer e ele diz “não”, você criou ressentimentos duas vezes. Primeiro, você se sente ofendido porque você não fez o que queria.


Em segundo lugar, a outra pessoa se ofende porque você não aceitou como está. E é um círculo vicioso. Todas as pessoas têm o direito divino de guiar sua vida como quiserem. Eles aprenderão com seus próprios erros. Deixe-os ser! ninguém pertence a você.

O povo é um rio poderoso. Qualquer tentativa de pegá-los vai machucar você. Ama-os, aproveite-os e deixe-os ir.

1.– Compreenda que ninguém o ofendeu. São suas idéias sobre como as pessoas devem agir e Deus, o que te machucou. Essas idéias são o produto de uma máscara social, que você inconscientemente aprendeu com sua infância. Reconheça que a maioria das pessoas NUNCA se encaixa com as idéias que você possui. Porque elas têm as delas.


2. – Deixe as pessoas serem o que quiserem. Deixe-os orientar sua vida como quiserem. É sua responsabilidade. Dê-lhes conselhos se eles perguntarem, mas permitem que tomem suas decisões. É seu direito divino de nascimento: livre arbítrio e liberdade.


3.- Ninguém pertence a você Não são seus pais, nem amigos nem casais. Todos somos parte da arte da natureza. Deixe as coisas fluir sem resistir a elas. Vive e deixa viver.

4.- Pare de pensar demais. Abra-se à possibilidade de novas experiências. Abra seus olhos e observe o fluxo da vida tal como é. Quando você limpa sua visão de lentes escuras e tira-as, o resultado é a limpeza da visão.

5.- A perfeição não existe. Não é o pai, amigo, casal perfeito. É um conceito criado pela mente humana que em um nível intelectual você pode entender, mas, na realidade, NÃO EXISTE. Porque é um conceito imaginário. Uma floresta perfeita seria árvores puras, sol, … existe? Não. Para um peixe, o mar perfeito seria aquele onde não há predadores, será verdade? Não. Somente em um nível intelectual. Na realidade, NUNCA EXISTE. Naturalmente, o peixe só tem que apreciar a realidade. Qualquer frustração de que o mar não é o que você deseja e de que ele não faça sentido. Pare de resistir que as pessoas não são como você quer ou não pensam como você. Aceite as pessoas enquanto o peixe aceita o mar e ame-os como estão.

6.- Aproveite a vida. A vida real é mais bonita e emocionante do que qualquer idéia que você tenha do mundo. Fico feliz em lhe contar por experiência própria.

7.– Imagine aquela pessoa que o ofendeu no passado. Imagine que ambos estão confortavelmente sentados. Diga-lhe por que ele ofendeu você. Ouça sua explicação amorosa de por que ele fez isso. E perdoa-a. Se um ente querido não está mais neste mundo, use essa dinâmica para dizer o que deseja. Ouça sua resposta. E dizer adeus. Isso lhe dará uma paz enorme.

8.- À luz do curto período de vida que temos, só temos tempo para viver, desfrutar e ser felizes. Nossa morte companheira em qualquer momento, inesperado, pode nos levar em seus braços. É supérfluo e inútil passar o tempo pensando nas ofensas dos outros. Você não pode pagar esse luxo.

9 .- É natural atravessar um período de dor para perdoar, deixar sua ferida curar. Faça o download (não confundido com retaliação) com alguém para deixar a dor fluir. Lê este artigo tantas vezes quanto for necessário e deixe os conceitos começarem a semear sementes de consciência dentro de você. Aprenda com honestidade os erros que cometeu, prometeu que não o fará novamente e voltará a viver a vida.

Tem uma história? Quer compartilhar fatos? Envie Para Nosso E-mail?

Comentários:

error: Content is protected !!
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: