Um estudo psicológico realizado na Universidade de Durham indica que os homossexuais podem usar sua sexualidade em diferentes espaços como uma forma de privilégio social.

Max Morris, autor desse estudo, sugere que a identidade gay pode ser reconhecida como uma forma de prestígio na sociedade. Para alcançar tal afirmação, o pesquisador contatou 40 homens homossexuais de 4 universidades na Inglaterra, que submeteram uma pesquisa sobre sua percepção da identidade homossexual e o modo como a sociedade atualmente os concebe.

O argumento do estudioso indica que os homens homossexuais enfrentam menos discriminação em comparação com as gerações anteriores. Ele também indicou que a sociedade toma isso como um modelo de vanguarda, linguagem e vestuário.

“Em vez de ser condenado ao ostracismo ou perseguição por causa de seu status como uma minoria sexual, os homens jovens em estudo foram aceitos e celebrados por ser gay, às vezes, a interpretação de sua sexualidade era como uma maneira de ter sociáveis privilégios” , Morris disse explicou sua pesquisa, que foi publicada no Journal of Social and Personal Relationships.

Apesar das especulações de que ele poderia obter por meio da análise dos resultados obtidos nas pesquisas, o pesquisador especificou que não pode fazer generalizações sobre o tema da homossexualidade e como a discriminação existe porque o estudo foi focado em uma população específica: jovens homossexuais europeus com uma certa posição econômica e nível educacional.

“No entanto, as experiências positivas documentadas por este e outros projetos de pesquisa desafiam as narrativas de vitimização que são frequentemente promovidas pela imprensa e pelas organizações LGBT“, acrescentou.

Max indicou que é importante esclarecer que a homofobia é persistente nas sociedades, embora nos últimos anos tenha aumentado consideravelmente.

“A evidência sugere que esses problemas sociais estão diminuindo mais rapidamente entre as gerações mais jovens, mas eles não desapareceram através de nossa cultura. Minha pesquisa sugere que ser homossexual não deve ser tratado de forma onipresente como algo negativo “, disse o pesquisador.

Finalmente, ele comentou: “Espero que meu estudo encoraje jovens de minorias sexuais a se sentirem seguros e positivos sobre sua posição na sociedade no século 21.”

Com informações:Desastre.mx

Tem uma história? Quer compartilhar fatos e dicas? Envie O Para Meu E-MAIL

Comentários:

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: