Um imã abertamente gay (a pessoa que lidera a oração coletiva no Islã) procura abrir a primeira mesquita inclusiva com a população LGBT na Austrália.

Nur Warsame costumava dirigir uma mesquita em Melbourne até se tornar o primeiro imã australiano a admitir publicamente sua homossexualidade em 2010. Warsame informou que depois de revelar sua orientação sexual, a comunidade muçulmana terminou as relações com ele apesar de ser reconhecido como um hafiz (alguém que memorizou o Alcorão).

O imã, que já não atende mesquitas, planeja transformar um edifício em Melbourne em um local de culto seguro para pessoas LGBT muçulmanas, bem como em um centro de acolhimento e aconselhamento.

Através desta nova mesquita, Warsame tem como objetivo ajudar os ” muçulmanos homossexuais que sentem que não têm para onde ir ” e que também ” viveram medo e violência depois de assumirem sua homossexualidade”.

Eu lidei com jovens que foram exilados de suas famílias“, disse ele . Isso é quando você tem um problema.

O pregador revelou que ele estava pensando no projeto há quatro anos e que o governo mostrou interesse em apoiá-lo.

Warsame detalhou as funções do site, que ele espera ser inaugurado este ano: “A idéia é ter um lugar que ofereça cura e asilo aos sem-teto“.

Nur, que desde 2001 tem sido um imã, atribuiu o problema de conciliar a sexualidade com a espiritualidade com alguns livros religiosos que apresentam a homossexualidade como um pecado

O imam declarou que uma habitação segura e acessível era uma das principais necessidades de muitos muçulmanos homossexuais e lembrou que ele já tinha sete pessoas ficando em seu apartamento, já que não tinham para onde ir.

A mesquita seria estabelecida perto de serviços médicos amigáveis ​​para LGBT e uma delegacia de polícia. Imam Nur, que busca fundos para o projeto, espera poder realizar casamentos muçulmanos homossexuais no centro.

Com informações da Independent e da ABC News. Imagem de The Independent

Comentários:

error: Content is protected !!
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: