O tempo mental é diferente do tempo real

Publicidade

*Daniele Costa

Basta observar, por exemplo, quando você encontra um amigo de longas datas e vocês já não se veem a longo tempo, a última memória registrada a respeito daquela pessoa é a que fica. Mesmo que aquela pessoa já tenha tido tantas experiências de vida e mudado tanto, o registro mental prevalece e a mente sempre vai buscar por algo já conhecido.

O mesmo acontece com as nossas experiências, o medo de viver o novo na vida vem muitas vezes dos registros de experiências anteriores e o cérebro vai buscar correspondência com isso: memórias e registros análogos a fim de direcionar escolhas e comportamentos.

Publicidade

Porém, aprendemos que o tempo não é linear quando se trata de escolhas da alma e do ser, tudo parte da própria consciência de experiência que se requer para evolução e desenvolvimento e para cada um isso se apresenta de uma forma diferente.

O que sabemos é que o tempo é presente. E presente no seu real significado, o maior presente que temos é o agora. E a cada segundo nos transformamos em um novo ser, mesmo de forma inconsciente.

O mais lindo nisso é o nosso estado de presença desperto a quem se é. Ao agora. A partir disso, podemos olhar e perceber o que pode ser mudado ou melhorado.

Importante atentar que a ansiedade ou depressão tem a ver em partes com aquilo que vivemos no passado e gostaríamos de reviver e não soltamos e quando ficamos presos a isso, paralisamos as nossas escolhas e movimento do tempo. De outro lado, quando olhamos para o futuro, criando projeções e expectativas, ansiamos por algo que ainda está distante e esquecemos que parte desse futuro depende de nossas escolhas no agora.

Cabe lembrar também que muito da nossa realidade do agora tem a ver com escolhas que fizemos no passado, porém se estamos presos aos traumas, dramas e memórias do passado, não permitimos vivenciar esse agora tão desejado.

Por exemplo, uma vez fiz uma pergunta a um cliente que estava vivenciando uma situação profissional que desejava muito, porém ainda estava preso ao trabalho e emprego anterior, então, fiz a seguinte pergunta a ele: verdade, seu corpo está’ no presente, mas sua mente no passado? Como seria colocar os dois em congruência para que você possa expandir sua realidade?

E é isso que acontece com a gente, se não trazemos nossa mente para o presente alinhamos com o nosso corpo, corremos o risco de ver o tempo passar sem vivenciá-lo de forma saudável e presente!

Por isso, como diz a música: o tempo é um dos deuses mais lindos.

Publicidade

Artigos relacionados

Comentarios

  1. E de concreto de tudo que vivemos, levamos poucas lembranças a outra Dimensão! Muitas pessoas buscam a vida toda saber qual sentido da vida e, a vida é tão tenue: Uma pessoa pode ter conversado por horas, vários dias, com colegas, mas aquela pessoa que lhe cumprimentou no caminho, socorreu num determinado momento em que precisou, será a que merecerá a lembrança quando o “ajudado” deixar a Dimensão Terrena! Tive uma chefe que teve uma irmã altista, que viveu por 50 anos e, quando me cumprimentou na ocasião em que foi no local de trabalho da irmã, junto ao sorriso emanou a sua Luz! Em sua última internação, coincidiu com a época da Procissão do Senhor Jesus dos Passos que saia da Capela do Hospital em direção a Catedral Metropolitana! Da janela do quarto, ela disse à mãe, que Jesus havia ido buscá-la! Detalhe que a religião deles não era a católica e, nem outra religião cristã!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe o artigo

Artigos Mais Recentes