O que torna um relacionamento doentio?

Publicidade

Você merece se sentir seguro em seu relacionamento. Abuso físico, verbal ou emocional não é sua culpa. Veja como reconhecer os sinais de um relacionamento doentio e como buscar ajuda:

Como posso saber se meu relacionamento não é saudável?

É verdade que nenhum relacionamento é perfeito e que as pessoas cometem erros. No entanto, se você acha que está sendo maltratada, é provável que você esteja vivendo em um relacionamento doentio. Siga seu instinto. Relacionamentos saudáveis ​​fazem você se sentir bem consigo mesma, relacionamentos prejudiciais não.

Mentiras, traição, ciúme e desrespeito são sinais de um relacionamento doentio. Tentar controlar um parceiro também é.

Publicidade

Isso inclui o seguinte:

  • Controla onde você está e com que você anda
  • Verifica seu telefone celular ou e-mail sem permissão
  • Impedir que você veja seus amigos ou família
  • Dizer que você não pode fazer certas atividades
  • Impedir que você tenha dinheiro

Quais são os sinais de um relacionamento violento?

Qualquer pessoa pode estar envolvida em relacionamento violento, independentemente da idade, sexo ou orientação sexual. Filmes e programas de TV que mostram o abuso podem dar a impressão de que um relacionamento violento é apenas aquele em que alguém é fisicamente agredido. No entanto, existem diferentes tipos de abuso que podem afetar seu corpo, suas emoções e sua autoestima.

  • Abuso físico significa bater, empurrar ou machucar alguém de alguma forma.
  • O abuso sexual é forçar seu parceiro a fazer algo sexual, desde beijar até fazer sexo. Quando você não consente com a atividade sexual, é considerado agressão sexual ou estupro, esteja você em um relacionamento ou não.
  • O abuso verbal inclui xingamentos, rebaixamento e uso de palavras para ferir alguém.
  • O abuso emocional ocorre quando seu parceiro tenta fazer você se sentir mal consigo mesmo. Isso inclui ferir seus sentimentos de propósito, ciúme, culpar-se pelo abuso, ser infiel ou criticar você constantemente. O abuso emocional afeta sua autoestima.
  • O controle reprodutivo é forçar sua parceira a engravidar, interromper a gravidez, mentir sobre o controle da natalidade ou outras decisões de controle sobre a gravidez e a criação de um filho.
  • Ameaças e intimidação referem-se ao uso de ameaças de violência ou abuso para controlar um parceiro. Ameaças a crianças, suicídio ou violência física são formas que um parceiro usa para controlar o comportamento do outro.
  • O isolamento consiste em controlar quem você vê, o que você faz é limitar o acesso aos seus amigos, família e outras formas de apoio emocional e financeiro.

Cada relacionamento é diferente e os sinais de um relacionamento violento podem variar. No entanto, todos esses tipos de comportamento são maneiras pelas quais uma pessoa tenta ter todo o poder de um relacionamento e controlar seu parceiro.

Às vezes, o comportamento violento começa pequeno e piora com o tempo. Se você se sentir menosprezada, assustada ou controlada, peça ajuda. Todos merecem estar em um relacionamento em que ambas as pessoas se sintam seguras, respeitadas e amadas e onde tenham a confiança de seus parceiros.

Como faço para encerrar um relacionamento violento?

Se você se encontra em um relacionamento violento, saiba que não está sozinha e que merece coisa melhor. Se seu parceiro machuca você fisicamente, emocionalmente ou sexualmente, lembre-se do seguinte: nada do que você disse ou fez justifica o comportamento dele. Todos nós ficamos com raiva em algum momento, mas conversar é a maneira de lidar com os problemas, não de se machucar ou se rebaixar.

O abuso não acontece porque você fez algo errado ou porque não foi bom o suficiente para evitá-lo. O abuso doméstico ocorre quando uma pessoa opta por manipular e controlar você para ser mais poderoso. Lembre-se disso: você merece um relacionamento saudável e feliz. Qualquer tipo de abuso está sempre errado.

Como posso ajudar alguém que está em um relacionamento violento?

Terminar um relacionamento doentio pode ser muito difícil e demorado. Na verdade, as pessoas tentam, em média, sete vezes até finalmente deixarem um parceiro violento para sempre. Portanto, não desista se a pessoa que você ama não estiver preparada para terminar o relacionamento ou voltar repetidamente com seu parceiro. A melhor coisa que você pode fazer é ouvi-la, apoiá-la e, quando tiver oportunidade, falar com ela sobre como sua vida poderia ser muito melhor.

Aqui estão algumas dicas:

Seja solidário e ouça com paciência. Ter você lá e ter o seu apoio pode tornar a experiência diferente.

  • Ajude seu ente querido a reconhecer que o abuso não é “normal” e não o merece.
  • Pedir ajuda (institucional ou informal).
  • Fazer a denúncia pelos canais especializados.

É importante deixar claro que as etapas descritas podem não seguir uma ordem exata

Publicidade

Artigos relacionados

Comentarios

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe o artigo

Artigos Mais Recentes