O salto para frente na carreira de Thalia veio com seu terceiro álbum de estúdio “Love“, publicado em 7 de outubro de 1992, que apenas um mês após seu lançamento havia obtido o disco duplo de ouro e um disco de platina na República Mexicana. O som dos anos 90 se torna mais suave e começamos a vislumbrar uma Thalia mais madura, mais romântica e menos “provocativa“. O registro foi gravado entre a Espanha e Los Angeles, sob a supervisão de Luis Carlos Esteban, ex-membro do grupo espanhol Olé Olé. Um total de 9 singles fez da promoção de “Love” uma das mais vertiginosas de sua carreira, tanto na América Latina quanto na Espanha, para acompanhar o lançamento do álbum (incluindo os EUA, mas com uma capa diferente).

Love/Thalia

A LA ORILLA DEL MAR

Primeira abertura do disco e uma grande balada-ranchera. A nostalgia é respirada por aquele amor que não poderia ser e que a distância tem sido responsável por tornar impossível. É o ato de aceitar que não é mais necessário, que dói respirar o ar que antes era compartilhado. Vá sem olhar para trás, mesmo que isso envolva uma renúncia que rasga.

SANGRE

Primeiro single do disco e que bem supôs um impulso para ela em sua carreira. Pouco antes de libertar “Love” Thalia perde ao que foi seu parceiro Alfredo Díaz Ordaz, e como resultado dessa dor, surge a inspiração para compor “Sangre”. Porque as pessoas nos marcam … porque são parte de nossas vidas, nos mostram caminhos, descobrem partes que até então não sabíamos sobre nós mesmos … por tudo o que “Sangre” é um das grandes canções entre as grandes.

LA VIDA EN ROSA

Edith Piaf é lembrada pela a cantora mexicana nesta versão em espanhol-francês de “La vie en Rose”. Uma interpretação magistral para um dos hinos de amor mais espetaculares e reconhecidos no mundo da música.

LOVE

Uma das músicas mais poderosas do álbum, que sem perder a elegância da nova era que caracteriza Thalia, nos lembra novamente do som agressivo e direto em seu refrão. É o tema de impulsos, de deixar-se ir, de se dar sem pensar, de dar a si mesmo a oportunidade de ser feliz … Eu adoro isso.

Love/Thalia

EL BRONCEADOR

Outro tema de influência caribenha em termos de letras, que mais uma vez lembra temas como “saliva”, “suor” … etc. Uma Thalia adolescente, irreverente e muito provocadora, volta a deliciar-se com as críticas mais afiadas.

FLOR DE JUVENTUD

Segunda música também composta por Thalia metade com Luis Carlos Esteban, cheia de romantismo, dor e desespero. Fazia mais sentido, se possível, e talvez por isso tenha se tornado um sucesso, já que foi composto depois do fim com Alfredo Díaz Ordaz, a quem ela lembrou como referência no “Mundo de cristal“. A expressão de um coração quebrado pela partida de um amor que nunca pode ser dado novamente.

Love/Thalia

NO ES EL MOMENTO

Quando o amor rompe as paredes do nosso coração quebrando como um rolo compressor, devemos ter uma mente fria e entender que esse sentimento poderoso traz consigo prazeres, mas também dificuldades. Assumir a existência de ambos os lados da moeda é tão válido quanto colocar a armadura, apertar as mãos e ir adiante, deixando-se guiar pelo coração.

CIEN AÑOS

Pablo Infante popularizou este tema que Thalia resgata para torná-lo completamente seu em uma versão requintada. Como superar a pessoa que você amava e ainda ama, você esqueceu? O que você não é só uma sombra na memória? Ou que esqueceu seus beijos, suas carícias, a vida que você compartilhou com ela? Digerir essa situação se torna uma meta obrigatória para avançar, no entanto, não somos capazes de governar no coração que parece ser independente de nossa vontade.

Love/Thalia

EL DÍA DEL AMOR

Simples muito na linha do “LOVE“. Provocante, guerreiro, atraente e colocando as cartas na mesa. Revela uma mulher caprichosa e materialista que entende o amor como um contrato a ser cumprido por ambas as partes. Ela oferece seu coração, sua intimidade, em troca da surpresa, do detalhe, daquele ingrediente que traz sal e pimenta para o relacionamento.

FLORES SECAS EN LA PIEL

É o tema mais “esquisito” do álbum. O curso da vida, como o presente, logo se torna passado, deixando sua marca em nós como uma lembrança ou … de “flores secas na pele”.

NO TRATES DE ENGAÑARME

Tema desinibido sobre as regras de um relacionamento. A mentira não é admitida por Thalia, a confiança é a essência do relacionamento e deixa muito claro. (Quem ouve esse tópico e não se lembra daquele passo das mãos que cruzam os joelhos, é que não há sangue correndo nas veias)

DÉJAME ESCAPAR

Nova escala na balada, tão recorrente neste álbum, desta vez com tons amargos. Um coração que se sente fantoche, sem vontade, arrastado pelo encanto oculto de um homem cujas mentiras começam a fazê-lo sangrar. Um chamado à liberdade, ao direito de viver em paz, a amar sem dor e a ser uma mulher plena.

NUNCA SABRÁS (YOU’LL NEVER KNOW)

Versão em espanglês de “You never know“, interpretada por Alice Faye para o filme Hello Frisco (1943). Ritmo contagiante, o tema traz um pouco de frescura ao álbum que conclui em sua versão original com este tema. No entanto, eu não teria incluído neste álbum, mas sim no Mundo de Cristal, já que o frescor pode ser infectado naqueles sonhos adolescentes de não deixar a outra pessoa saber que você a ama, por medo, vergonha ou qualquer outra coisa outro motivo secreto.

MARÍA MERCEDES

Uma bela instrumentalização dá música a uma história interpretada por Thalia na telenovela “María Mercedes”. O resumo da trama de um dos grandes papéis desempenhados pela cantora e atriz mexicana.

Love/Thalia

Love e um salto impressionante na  carreira de Thalia, em direção à maturidade, em direção às letras bem consagradas em sua musicalidade e mensagem. Histórias que vêm com um som dos 90 mais refinados. Eu amo o Love! E você … O que você acha?

Quer compartilhar fatos e dicas? Envie  para o e-mail: [email protected]

Comentários:

THALIA - AMOREMIO

Preço:R$ 34,90
0
error: Content is protected !!
WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: