Existe explicação para uma parte do final de Game of Thrones

Neste ponto, para qualquer um, é um mistério que o final de Game of Thrones tenha dividido os fãs. Embora existam aqueles que afirmam que a série encerrou bem sua história e se despediu em seus próprios termos, outros afirmam que a magia dos primeiros ciclos desapareceu e a oitava temporada foi precipitada em sua narrativa.

Nesse cenário, como esperado, a nomeação da série em várias categorias no Emmy Awards não caiu bem entre os críticos da final. No entanto, o roteiro de GoT – que foi publicado com precisão para os prêmios – revela um detalhe que poderia apoiar as acusações contra a conclusão da adaptação do As Crônicas de Gelo e Fogo (Song of Fire and Ice).

Como você certamente se lembrará, para melhor ou pior, uma das cenas mais comentadas do final de Game of Thrones foi quando, após o assassinato de Daenerys, Drogon queimou o Trono de Ferro.

Esta cena, que começou com a intenção de que por um momento os fãs acreditavam que o dragão iria queimar o assassino de sua mãe, Jon Snow; motivou vários memes após a emissão do capítulo final. Afinal de contas, é uma sequência cheia de “simbolismos” que implicaria um nível importante de compreensão por parte de Drogon e também colocaria um fim à questão colocada por toda a série sobre quem ficaria com o Trono de Ferro.

Mas enquanto a ideia de que a destruição do trono representa uma espécie de “reflexão” por Drogon é algo que muitos escolheram acreditar, no roteiro de “O Trono de Ferro” escrito pelos showrunners David Benioff e DB Weiss explica que realmente não há nada de especial por trás das ações do dragão … ou assim eles colocam.

De acordo com o roteiro, Drogon não queima o trono deliberadamente em um gesto de “protesto” ou arrependimento após a morte de Dany, mas termina com o símbolo cobiçado do monarca de Westeros por uma simples chance.
Leia por si mesmo o trecho do roteiro abaixo:

“[Drogon] olha para Jon. Nós vemos o fogo subir por sua garganta. Jon vê também. Ele se prepara para morrer. Mas a rajada não é para ele. Drogon quer queimar o mundo, mas não vai matar Jon. Ele solta fogo na parede de trás, derrubando o que resta dos grandes blocos de pedra vermelha. Nós olhamos por cima do ombro de Jon enquanto o fogo se alastra pelo trono – não o alvo da fúria de Drogon, mas um mero espectador pego na conflagração”.

É claro, é inegável que a cena denota mais do que aquilo que foi exposto pelo roteiro. Mas isso não significa que Drogon tenha destruído o Trono de Ferro consciente do que isso implicava, embora aparentemente o dragão soubesse que ele não queria ferir Jon Snow. Algo que certamente encorajará mais discussões em torno do final de Game of Thrones.


Ronnie Martyns

Escrevo sobre a vida, curiosidades, entre outros assuntos.Amante de história, livros e séries.Fã da web.Também sou apaixonado por tecnologia e compartilho em palavras tudo que me fascina.
error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: