Quando se trata de um relacionamento amoroso, temos tendência a procurar um tipo definido, procuramos pessoas parecidas conosco e repetimos o padrão de busca inúmeras vezes durante a vida. Estudiosos já comprovaram que atuais e ex-parceiros têm traços de personalidade similares aos nossos. Ao repetir escolhas, estamos revelando o nosso próprio jeito de ser.

Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, realizaram um estudo com mais de 300 participantes para avaliar a coerência entre os casais e concluíram que procuramos nos relacionar com quem é parecido com a gente. A exceção fica por conta de pessoas mais extrovertidas e abertas, que estão dispostas a variar nos relacionamentos. E o processo de escolha do parceiro passa até por semelhanças físicas. Psicólogos afirmam que avaliamos como atraentes os rostos de pessoas que incluem a nossa própria imagem, ou seja, o nosso cérebro tende a gostar daquilo que nos parece mais familiar. Buscamos traços similares e temos mais simpatia por aqueles que os apresentam. Além da procura revelar um caráter até narcisista, também temos a tendência a confiar mais em personalidades semelhantes, descartando pessoas que tenham características distintas. E tudo vai se acentuando com o passar do tempo. A longevidade da relação faz com que o casal fique parecido, não só no comportamento, mas fisicamente também.

As nossas escolhas baseiam-se em visões de mundo convergente, em alinhamento de objetivos de vida. É o que acontece no universo sugarPara uma vida mais feliz, mulheres com o perfil de uma sugar baby procuram sempre um parceiro maduro, com estabilidade financeira e emocional. Um sugar daddy, por sua vez, busca uma jovem atraente, inteligente e determinada. Nestes casos, não há variação quanto ao perfil ideal, já que a proposta de uma relação sugar é fundamentada em transparência de expectativas e acordos preestabelecidos desde o início, desejo de ambos os parceiros. A tendência dos relacionamentos sugar chegou ao Brasil em 2015 com a plataforma MeuPatrocínio e, desde então, tem se firmado como alternativa para os mais de três milhões de usuários que buscam uma relação diferente dos modelos tradicionais. Fato é que a maioria dos usuários se enquadra no perfil daquelas pessoas pesquisadas pela Universidade de Toronto, classificadas como mais extrovertidas e abertas a novas experiências.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.