Thomaz Barcellos acredita que mesmo em tempos de crise, é possível encontrar bem-estar através do autoconhecimento

Ansiedade, estresse, insônia, cansaço, medo. Nas circunstâncias atuais do enfrentamento a uma pandemia, esses são alguns dos sintomas que podem mostrar que a vida não está em equilíbrio. E é normal que não esteja para todos, por causa dos fatores externos e fora do nosso controle aos quais estamos submetidos, e dos diferentes tipos de preocupações que passam pela nossa cabeça. Mas é possível transformar esse cenário, a partir de boas práticas, pensamentos e rotinas a serem adotadas.

Quem explica é o hipnoterapeuta e mestre em Ciências da Saúde Thomaz Barcellos. Ele acredita que, embora em uma situação atípica de crise, é possível se utilizar de algumas ferramentas que ajudam a gerenciar emoções, desenvolver habilidades e aumentar a sensação de paz, para, como consequência, favorecer maior equilíbrio e bem-estar.

“O foco tem que ser o autoconhecimento. Utilizar recursos que nos ajudem a promover mudanças internas e desenvolvimento pessoal nos torna mais capacitado para superar as adversidades. a maioria das pessoas focam no físico e na mente e não se importam tanto com aspectos emocionais e espirituais”, pontua Thomaz.

Para alcançar o equilíbrio, é necessário trabalhar as quatros dimensões humanas: física, mental, emocional e espiritual. Assim, diversos métodos são utilizados, desde a boa alimentação aos exercícios físicos, autohipnose, auto-observação e análise, ferramentas de coaching, técnicas de respiração e meditações.

“O objetivo é sempre encontrar o sentido do que fazemos na nossa vida, seja na carreira ou nas relações com as pessoas”, explica.

Mentoria

A fim de conseguir ajudar quem está nesta busca por mais equilíbrio, Thomaz também precisou usar da própria experiência e focar no objetivo de formatar um plano de trabalho para atendimento online. Assim, ele lançou a mentoria Equilibre-se, na qual usa diferentes procedimentos para o estímulo do autoconhecimento em videoconsultas de até uma hora e meia, realizadas semanalmente, dentro do que a distância entre o profissional e o paciente permite.

“Foi muito pensado esse tipo de acompanhamento. Um grande diferencial é a assistência que dou ao cliente ao longo das semanas pelo Whatsapp, porque posso avaliar sua evolução. Resultados significativos são conseguidos já no primeiro mês, com apenas quatro sessões. É um trabalho individualizado e bem específico às necessidades de cada cliente”, diz Thomaz Barcellos, que, além da hipnose, se utiliza de conceitos da programação neurolinguística, psicologia transpessoal e medicina chinesa.

Leia Também: STRESS NA QUARENTENA: Como equilibrar as funções exigidas do dia-a-dia?

Uma das pacientes, que mora no exterior, relatou que a consulta foi capaz de trazer de volta boas sensações, antes adormecidas.

“Já não tenho as crises de enxaqueca que eram comuns e o desconforto no estômago. Estou tranquila e atenta ao que posso mudar em mim, e como tenho que ser mais carinhosa comigo”, conta.

Dentre os problemas que podem ser enfrentados com o tratamento estão fatores físicos e mentais. Assim, a mentoria serve para combater ansiedade, estresse, medo, insônia, baixa autoestima e autoconfiança, tristeza, cansaço, desânimo, dores no corpo, memória ruim, e outros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui