Atraímos o mesmo tipo de parceiro? Em várias ocasiões, quando um relacionamento termina, tendemos a tropeçar continuamente na mesma pedra. Existe uma resposta por quê?

O cérebro, o principal culpado

A ciência cognitiva diz que nosso cérebro tem dificuldade em sair das vias neurais que são criadas enquanto fazemos as coisas, certas ou erradas.

E aparentemente, no campo sentimental também perseveramos, vagando e errando no mesmo caminho, segundo uma equipe de psicólogos sociais da Universidade de Toronto (Canadá) que analisou os modos de ser de casais do passado e do presente de 332 pessoas.

Em seu estudo, publicado nos Proceedings of the National Academy of Sciences, os especialistas argumentam que tendemos a acabar com o mesmo tipo de parceiro com atributos semelhantes, apesar de nossas intenções e experiências.

Os tímidos repetem mais. “Quando um relacionamento termina, é comum culpar a personalidade do ex-parceiro pelo rompimento e decidir sair com um tipo diferente de pessoa”, disse Yoobin Park, principal autor do trabalho.

“Nossa pesquisa sugere que há uma forte tendência de continuar namorando pessoas com personagens semelhantes”, acrescentou.
Com exceções: indivíduos que são mais extrovertidos ou abertos a novas experiências têm menos probabilidade de manter o padrão.

Entre outros fatores, a psicologia relaciona esse comportamento aos mecanismos de defesa e estilos de apego que desenvolvemos durante a infância e que, por sua vez, influenciam subsequente e permanentemente a escolha dos parceiros românticos.

O contexto também é fundamental para o desenvolvimento do que chamamos de nosso “tipo”, de acordo com outro trabalho realizado por professores de várias universidades americanas.

Nesse sentido, nossas opções românticas são limitadas pelos círculos em que nos movemos, as escolas que frequentamos e os lugares que habitamos. Essas circunstâncias moldam nossas preferências, incluindo as físicas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.