Como fazer o amor permanecer vivo e não se deteriorar com o tempo?

Para ter um guia, você deve considerar as regras de ouro:

Aceite que somos indivíduos.

Os casais devem saber a diferença entre sua vida pessoal e a da outra vida que têm em comum. Muitas vezes caem no erro de pensar que viver com o companheiro significa esquecer-se de si, dos sonhos, dos projetos ou dos objetivos individuais. Por esta razão, muitas vezes renunciamos a nossa individualidade e nos dedicamos exclusivamente à outra pessoa. Este é um grande erro que afeta não só a nós mesmos, mas também o relacionamento

Respeito acima de tudo

A tolerância é uma parte fundamental da coexistência. Amar é aceitar a outra pessoa como ela é, sem tentar mudar nenhuma característica de sua personalidade, assumindo tanto suas qualidades quanto seus defeitos, ou seja, respeitá-la como ela é. Em tempos de tensão com seu parceiro, é fácil se deixar levar e dizer coisas das quais você pode se arrepender mais tarde. Nunca diga nada que não gostaria que lhe fosse dito.

Uma boa comunicação

Não cometa o erro de acreditar que o seu parceiro saberá o que você está pensando, não existem adivinhos como casais, é sempre melhor dizer claramente o que pensamos, queremos ou desejamos. Caso contrário, será comum dizer “mas pensei que você me entendia”. Se surgir uma disputa, é mais fácil dizer abertamente o que é que o incomodou. Falar sobre seus sentimentos e preocupações os ajudará a se conhecerem mais profundamente e, portanto, a ter uma vida mais saudável como casal.

Projetos comuns

Num relacionamento é essencial saber olhar para o futuro da mesma forma. É muito importante conhecer as expectativas do outro, bem como mostrar-lhes as nossas preocupações para que haja apoio mútuo e sigam o mesmo caminho.

A negociação

Em cada casal surgem conflitos de maior ou menor intensidade. Diante disso, é preciso aprender a ser flexível, utilizando a tática do “hoje para você, amanhã para mim”. Há coisas que podem ser muito importantes para a outra pessoa e que fazê-las ou não fazer não exige um grande esforço. Não se trata de proibir o outro porque nos incomoda ou deixamos de fazer coisas que gostamos, simples e simplesmente para encontrar um ponto médio onde ambos façam a sua parte.

Mantenha o romance vivo

O trabalho, os filhos (se houver) ou às obrigações do dia a dia, levam muitos casais a esquecerem a própria intimidade e o romantismo que um casal deve manter vivo. A conquista do dia a dia, aqueles pequenos-grandes detalhes como reservar uma noite sozinha uma vez no mês, brindar com champagne, ou preparar um banho para dois em casa, são momentos especiais que fazem esquecer a rotina e estreitar o relacionamento e fazer nosso jardinzinho de amor florescer.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.