Conheça os efeitos da diabetes na saúde sexual masculina

Doença comum entre a população mundial pode afetar de diferentes maneiras o emocional e físico de pacientes

Cuidar da saúde é também uma maneira de se preocupar com a vitalidade sexual, afinal de contas, sexo é importante para a qualidade de vida. Entre as diversas doenças que podem influenciar a performance sexual masculina, a diabetes se destaca.

A doença tem como principal sintoma o crescimento da glicose no sangue, dificultando a circulação corporal, afetando a irrigação de alguns tecidos e órgãos corporais, como o membro sexual masculino. Sendo assim a diabetes se torna a enfermidade mais temida por homens por estar relacionada com a disfunção erétil.

Segundo o cirurgião especialista em urologia, rins, próstata e prótese, e fundador da Lifemen®, rede de clínicas que reúne serviços especializados na área de saúde sexual masculina, Dr. Emilio Sebe Filho, “a diabetes afeta os vasos sanguíneos que irrigam o pênis, causando entupimento das artérias do membro e prejudicando a ereção”.

Ainda segundo o urologista, os sintomas atingem os pacientes de diversas maneiras. “Por estar atrelada à vida sexual, a diabetes também pode afetar significativamente o lado emocional dos pacientes”, completa.

Além da impotência sexual, problemas relacionados a sensibilidade peniana são regulares. “Por a glicose ser um composto que consegue afetar o funcionamento de muitos sistemas corporais, quando em níveis elevados ela é também responsável por prejudicar os estímulos nervosos que acontecem em diversas partes do corpo, afetando o prazer sexual e mudando significativamente a qualidade de vida” afirma.

Para tratar a diabetes e evitar que ela afete a vida sexual masculina, é importante que o paciente sempre busque auxílio médico e especialistas em saúde sexual. “Existem alguns tratamentos para a disfunção erétil, como a terapia de ondas, onde o órgão sexual masculino é submetido a uma onda acústica que aumenta a circulação sanguínea local, promovendo processos de neovascularização e reparação do tecido. E para se ter um resultado satisfatório e duradouro, é importante que o indivíduo procure controlar a diabetes, fazendo assim o protocolo completo”, afirma o Dr. Emilio.

Quer compartilhar fatos e dicas? Envie para o e-mail: [email protected]

Comentários:
error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: