Como ser solteiro e ser feliz?

Publicidade

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, estar ou não em um relacionamento não é garantia de felicidade. Assim, do mesmo modo que pessoas são felizes em relacionamentos conjugais saudáveis, outras podem ser de igual modo felizes apenas por curtir a sua própria companhia.

Não existe nenhum problema em estar solteiro e decidir focar em si mesmo. Ter alguns momentos da vida para aproveitar a própria companhia é muito importante para a nossa saúde mental e autoamor. O escritor, terapeuta transpessoal e pesquisador João Gonsalves afirma que cultivar o amor próprio é indispensável para uma boa qualidade de vida. “Amar a si mesmo permite que a pessoa tenha melhores relacionamentos e mantenha um estado de paz interior. Ser uma essência amorosa e agir em coerência com essa essência traz um grande bem-estar ao corpo e à mente”.

É durante o tempo em que se está solteiro, que várias questões voltam à tona a respeito dos motivos da solteirice. Por isso, nesse momento, praticar o autoconhecimento pode ajudar a melhorar futuros relacionamentos. Ter conhecimento sobre os próprios sentimentos, o que faz bem e o que é bom para si, impede, muitas vezes, o início de uma relação desastrosa, que não é saudável com alguém que não supre as necessidades do parceiro.

Publicidade

“O mais importante nesse momento é ter amor próprio e, como consequência disso, a auto aprovação. Ao nos aprovarmos, nosso sistema já estará saudável e nos aproximará de pessoas que estão em harmonia conosco, e a paixão poderá ser vivida intensamente sem preocupações”, ressalta Gonsalves.

Publicidade

Artigos relacionados

Comentarios

  1. Eu e uma das minhas tias, “vivemos” a condição de solteiros e, ela dizia que “casou com a profissão”. Como ela foi para mim, como enfermeira, pelos problemas de saúde que tive, foi para mim como um “guru”, também! Como sou de geração de família numerosa, ser “solteirão” é até vantajoso! Uma das minhas cunhadas, na decisão sobre um imóvel de herança, pensa em viver junto com outros cunhados, claro com privacidade, construindo um pequeno prédio de apartamentos (cada um no seu quadrado, como se diz) e, claro separada do marido, que buscou nesses anos, viver como numa redoma!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe o artigo

Artigos Mais Recentes