Adúlteros julgam infidelidade financeira tão séria quanto um affair

Publicidade

Embora o casamento moderno seja retratado como o auge da busca pela “outra metade”, os benefícios práticos da parceria não podem ser negligenciados. Além do vínculo romântico inicial que une duas pessoas pelo resto da vida, o casamento é visto como um alicerce para a estabilidade financeira, ou pelo menos em teoria. Benefícios fiscais, economia em planos de saúde e, muitas vezes, uma família de dupla renda equipada para os custos crescentes de criar os filhos. Os benefícios inerentes às finanças conjuntas, no entanto, dependem em grande parte da transparência, já que esconder ou mentir sobre dinheiro – ou infidelidade financeira, como é frequentemente chamada – pode ser um castelo de cartas até mesmo para o mais compatível dos casais. Na verdade, o principal site de namoro para casados, Ashley Madison fez um levantamento* entre seus membros e descobriu que mais da metade dos adúlteros (52%) acreditam que a infidelidade financeira é tão ruim ou pior do que questões físicas ou emocionais.

“Muitos casais hoje estão enfrentando crescentes pressões financeiras e incertezas, então a confiança nessa área é uma obrigação de acordo com nossos membros”, disse Isabella Mise, Diretora de Comunicações de Ashley Madison. “Para a maioria das pessoas que vêm ao nosso site, o casamento é menos um conto de fadas e mais uma parceria pragmática em que coisas como o dinheiro desempenham um papel importante na qualidade de vida que podem construir juntos como casal e para sua família. Se essa confiança for quebrada e erros financeiros forem descobertos, pode haver consequências reais para a família, na opinião deles”, afirma.

Outro relatório recente descobriu que a falcatrua financeira entre o público está aumentando, com 40% das pessoas em relacionamentos sérios admitindo manter dinheiro em segredo de seus parceiros. A infidelidade financeira inclui ocultar compras, cartões de crédito, contas, dívidas e dinheiro físico. Durante uma pandemia em que o desemprego é galopante e quase um quarto das pessoas sem emprego estão desempregadas há mais de um ano, há mais pressão sobre os casais para sobreviverem. Essa pressão pode fazer com que as pessoas sintam que não podem ser totalmente honestas com seus parceiros. Mas as consequências de mentir sobre dinheiro são reais e, para 19% dos membros de Ashley Madison, é um problema matrimonial, apesar de 36% admitem já terem traído financeiramente.

Publicidade

De acordo com o Dr. Tammy Nelson, palestrante do TEDx e autor de ‘When You’re The One Who Cheats’ (ainda sem tradução à língua portuguesa): “Quando você e seu parceiro vão morar juntos ou se casam, você pode ter uma conversa e fazer um acordo com ele sobre como lidar com as finanças compartilhadas. Isso inclui um plano financeiro – quem vai pagar quais boletos em qual conta corrente, quanto economizar para o futuro, quanto risco vocês estão confortáveis em assumir com relação aos investimentos, etc. A infidelidade financeira acontece quando um ou ambos os parceiros quebram o acordo, sem o conhecimento ou consentimento do outro”, explica.

Então, quais são as consequências que os casais enfrentam se um dos parceiros não divulgar verdades financeiras ou tomar decisões financeiras secretas que não beneficiam a família? Trinta e um por cento dizem que a infidelidade financeira atrapalha o futuro da família mais do que a infidelidade sexual e/ou emocional, 11% dizem que é mais humilhante, 10% dizem que é mais enganoso e 6% dizem que é mais doloroso. 

Para aqueles que experimentaram a infidelidade financeira, há uma série de resultados que ocorreram, alguns mais prejudiciais do que outros, mas todos com efeitos negativos reais não apenas para o casal, mas também para os filhos, parentes e amigos.

Consequências reportadas da Infidelidade Financeira

Contraiu uma dívida séria

28%

Se divorciou

19%

Teve que pegar dinheiro emprestado com amigos e familiares

15%

Teve que pedir um empréstimo

15%

Perdeu todas as economias

13%

Possível impacto na educação das crianças impactadas

13%

Teve que rehipotecar a casa

7%

Teve que vender a casa

4%

“Compartilhar com um parceiro a verdade sobre os hábitos de consumo, ganhando pouco ou gastando demais, pode ser difícil. No entanto, casais que são honestos um com o outro, especialmente sobre questões financeiras, podem evitar um problema maior”, conclui Nelson.

*Com base em uma pesquisa com 2.496 membros da Ashley Madison entre 15 de março de 2021 e 18 de março de 2021.

AshleyMadison.com é o destino original de encontros extraconjugais e o líder global em casos com mais de 65 milhões de usuários em todo o mundo desde 2002.

Publicidade

Artigos relacionados

Comentarios

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe o artigo

Artigos Mais Recentes