A infidelidade se tornou o principal problema em um relacionamento. Mesmo se você perdoar seu parceiro e continuar, a traição sempre será latente e, em qualquer discussão, o tópico poderá surgir.

No entanto, também existem casais que acreditam no amor e na fidelidade eternas. Segundo um estudo científico, as pessoas que seguem esses ideais têm um QI mais desenvolvido.

De acordo com um estudo do especialista em psicologia evolutiva da Escola de Ciências Econômicas de Londres, Satoshi Kanazawa, e publicado no Social Psychology Quarterly, a monogamia responde a um processo evolutivo da humanidade. Portanto, homens mais inteligentes tendem a valorizar mais suas parceiras.

Kanazawa também explica que, atualmente, a ideia de estar com várias mulheres para expandir seus genes, que existia no passado, mudou. Agora, a população rejeita essas teorias e se concentra mais em ter uma melhor qualidade de vida com um parceiro estável.

Além disso, a família tornou-se o sonho de muitos que buscam em alguém a paz e a tranquilidade que não conseguem encontrar em si mesmas. Portanto, a ideia de estar com vários parceiros ao mesmo tempo não parece tão atraente para muitos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.