Manter um bom relacionamento não é fácil. Damos-lhe algumas dicas para fazer você feliz.

Umrelacionamento duradouro pode reter muito do charme dos primeiros dias, para conseguir isso requer criatividade, superação da preguiça e rotinas confortáveis. Dez recomendações para manter viva a emoção.

1. Todos os dias no plano de conquista

Tomar como garantido que o jogo já foi ganho e que nada mais precisa ser feito para conquistar o outro é o primeiro passo para deteriorar o relacionamento. Lembrar as estratégias mais úteis no início do relacionamento e aplicá-las, bem como novas ações baseadas no conhecimento que você tem do casal, manterão a centelha e a emoção e impedirão que o outro ou a si mesmo se torne algo tão óbvio quanto o sofá da sala.

2. Ter uma vida própria

Quando todas as experiências que você tem são vividas em casal, chega um momento em que não há nada novo para falar. Ter seus próprios amigos, interesses individuais, atividades independentes do casal é conveniente tanto para a pessoa quanto para o relacionamento: tópicos de conversa, promover novas atividades, novos amigos, enfim, enriquecer a vida cotidiana.

3. Modifique rotinas

As rotinas prevalecem porque são confortáveis, mas podem se tornar automáticas e, portanto, perder a emoção. Quebrá-los é mais fácil do que você pensa. Está dando espaço à espontaneidade, ousando fazer propostas incomuns e trocando conforto por ação. Por exemplo, aproveite um dia ensolarado da semana e encontre-se em algum lugar da cidade depois do trabalho para conversar enquanto a noite cai.

4. Seja interessado no que o outro faz

Passatempos, gostos, interesses e o conhecimento do outro podem contribuir muito para o próprio universo. Sempre haverá um ângulo do que o outro faz, o que pode gerar curiosidade no casal. Não é simplesmente dizer “não gosto de futebol”, mas tentar entender por que o outro gosta. Com essa atitude, os preconceitos são superados e os horizontes são ampliados. Além disso, são criados espaços para compartilhar.

5. Tenha momentos exclusivos para compartilhar entre dois

Quando há crianças envolvidas, há pouco espaço para compartilhar em casal. Avós, tios, a família em geral, podem ser de grande ajuda para ter alguns momentos sozinhos. Também na vida cotidiana, você pode reservar alguns espaços para viver em casal: quando as crianças já foram para a cama ou mais cedo, antes de acordarem. O fato nunca esquece que o outro, além de ser “o pai ou a mãe dos meus filhos, é meu parceiro”.

6. Um bom relacionamento sexual

A sexualidade é influenciada pela biologia, mas também pela psicologia de ambos. O estresse e fadiga diária não são os melhores companheiros para um relacionamento. O riso, por outro lado, relaxa e permite uma abordagem mais relaxada. Encontrar ou criar ambientes adequados (também emocionais) e evitar encontros “automáticos” são boas maneiras de manter um relacionamento dinâmico e emocionante. Preparar a comida juntos, sem pressa, e anunciá-la com antecedência para que ambos estejam na mesma página, é uma boa maneira de se preparar para o sexo.

7. Seja sempre um desafio

Eduardo Punset, um cientista espanhol, diz que um dos fatores fundamentais do Homo sapiens para ser feliz é ter um desafio, algo que precisa ser realizado. O que se acredita ter sido alcançado perde o interesse. O conceito de incondicionalidade no casal é perigoso e promove atitudes e ações irresponsáveis : “Você estará lá, faça o que fizer”. Quando as duas pessoas sabem que precisam “vencer” uma a outra dia a dia, dão o melhor de si e fazem o possível para manter o relacionamento.

8. Faça carícias, invista em novidades

Nas carícias, o instintivo e o racional coexistem. Ternura, solidariedade, apoio, são sentimentos que são expressos com mais clareza e força com um abraço ou um aperto do que com palavras. As carícias têm um efeito terapêutico, reduzem o estresse, relaxam e criam um vínculo insubstituível. Seu efeito positivo é tanto para quem os dá como para quem os recebe. Pode ser acariciado com as pontas dos dedos ou com a mão inteira, com as costas ou com um simples conjunto de dedos. Existem centenas de maneiras de explorar e expressar sentimentos para o outro.

9. Sendo amigos

Antes de ser um casal, é importante que vocês dois sejam amigos. A vida não pode se tornar apenas obrigações e responsabilidades. Uma vida e um futuro comuns estão sendo construídos, mas também são necessários espaços para relaxamento, lazer, diversão e travessuras. Ser amigo de pequenas loucuras cria um vínculo muito forte e recompensador.

10. Evite ser “típico” em qualquer coisa

Livrar-se dos estereótipos ou evitar cair neles é uma maneira de manter a “identidade”. Cada um constrói seu dia e sua vida à sua maneira. É fácil fazê-lo de acordo com as receitas pré-fabricadas da sociedade (a dama cantaletosa, o homem rabugento e indiferente em relação ao doméstico …), mas é mais enriquecedor e gratificante fazê-lo de acordo com a própria fórmula.

Um relacionamento de casal é como uma planta que deve ser cultivada dia a dia. Detalhes e paciência um com o outro são a base para um relacionamento amoroso que funcione e persista ao longo do tempo. Seguindo as dicas anteriores, você pode melhorar seu relacionamento para que harmonia e felicidade visitem seu coração novamente. Aprenda e pratique-os.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui