10 atitudes para melhorar seu relacionamento com seu parceiro

Publicidade

Quando o casal vai mal, sempre nos fazemos uma pergunta o que é que os casais bem-sucedidos têm que funciona para eles e que não funciona para nós e que faz com que nosso relacionamento tome um caminho perigoso e esteja se deteriorando.

Casais bem-sucedidos não têm o dom da sabedoria infinita nem são tocados por uma magia especial e outros casais não, o que acontece na realidade é que casais bem-sucedidos têm a capacidade de implementar ferramentas e atitudes que casais malsucedidos não aplicam ao seu relacionamento. Neste artigo, apresento as 10 atitudes que casais bem-sucedidos usam para ter um relacionamento feliz.

CAPACIDADE DE CONHECER O CASAL PROFUNDAMENTE

Nossos parceiros são pessoas que estão evoluindo e mudando em termos de interesses, necessidades, modos de ver as coisas e de perceber a vida. Se não pudermos ter informações atualizadas e tivermos uma versão desatualizada de nosso parceiro, não sabemos realmente quem é nosso parceiro.

Publicidade

Casais bem-sucedidos têm versões atualizadas de seus parceiros e isso se consegue por meio de perguntas, escuta ativa, observação, para concluir se esforçam por conhecer sua vida, por conhecer intimamente a pessoa com quem compartilham sua vida. Eles fazem isso independentemente de estarem juntos há muitos anos e isso os ajuda a saber o que é importante para o outro em todos os momentos.

OS SINAIS DE AFEIÇÃO

Quando iniciamos um relacionamento nós esbanjamos muito nas demonstrações de carinho, seja através de beijos, carícias, reforços e comentários positivos ao nosso parceiro, pois passamos o tempo no relacionamento quase que de forma inversamente proporcional estamos perdendo aquela atitude de reforço do nosso parceiro e gestos de carinho.

Os casais bem-sucedidos nunca perdem essa atitude de afeto manifesto para com o outro. Portanto, se seu relacionamento perdeu as demonstrações de afeto, você deve implementá-lo para que seu relacionamento seja satisfatório.

TEMPO DE PARTILHA

Muitas vezes, quando já estamos no nosso relacionamento há muito tempo ou moramos com nosso parceiro, confundimos compartilhar o tempo com compartilhar o espaço, ou seja, acreditamos que sentar juntos no sofá é bastante tempo compartilhado.

Casais bem-sucedidos reservam um tempo de lazer para fazer coisas como casal, independentemente de outro tempo poder ser gasto com amigos, família ou atividades individuais. Isso transforma o seu tempo compartilhado em tempo de qualidade.

Da mesma forma, compartilham projetos que podem ser de grande importância como o planejamento de feriados do ano, por exemplo, ou atividades do dia-a-dia, já que têm a capacidade de transformar tarefas cotidianas, como fazer as compras semanais, em um projeto conjunto.

VEJA O CASAL COM OS OLHOS DA BENEVOLÊNCIA.

Nossos parceiros não são perfeitos, pelo contrário, são pessoas com seus defeitos, suas vulnerabilidades, suas virtudes e seus defeitos. Quando nosso parceiro comete um erro, podemos ver isso de duas perspectivas diferentes.

Posso ver isso como algo negativo e negligente da parte deles e, portanto, iniciar um conflito ou vê-lo pelos olhos da benevolência, que seria aquela percepção em que vejo que os erros que o meu parceiro comete não são causados ​​pela vontade de cometer me prejudicar ou provocar, mas do ser humano que ele é e que por isso se engana.

CAPACIDADE DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Todos os casais têm problemas, tanto casais bem-sucedidos como mal sucedidos. A diferença entre um e outro é que os casais bem-sucedidos se concentram em encontrar soluções e não pensar no problema ou procurar culpados, que é a atitude que os casais malsucedidos tomam.

Casais bem-sucedidos têm a atitude de buscar soluções para que um problema presente hoje não apareça novamente amanhã.

CAPACIDADE DE SE EXPRESSAR COM EFICÁCIA

Comunicar-se com eficácia não é apenas falar sobre como foi o nosso dia ou falar sobre as coisas do dia a dia. Tem a ver com a capacidade de expressar nossas emoções negativas, mas de um ponto de vista construtivo, não com o objetivo de ferir o outro. Ou seja, é a capacidade de expressar emoções de forma clara e simples, sem sobrecarregar o outro com muitas informações e com o objetivo de sermos capazes de nos entendermos.

SEJA SEMPRE ALIADOS

Quando algo negativo nos acontece fora do nosso relacionamento e contamos ao nosso parceiro sobre isso, às vezes nosso parceiro reage ficando do lado do outro e faz comentários como “é que você é muito mandão”, “é porque você não cala a boca”,” é porque você tem um temperamento ruim “. Com esta atitude sentimos que nosso parceiro não está “jogando no nosso time”, mas está jogando no time do outro.

Os casais bem-sucedidos têm a capacidade de sempre ficar do lado do parceiro, independentemente de poderem referir-se posteriormente às atitudes negativas que consideram que o parceiro desencadeou naquela situação.

Por isso é importante desenvolver essa capacidade no nosso relacionamento, pois nos sentiremos amparados e apoiaremos o nosso parceiro incondicionalmente.

CAPACIDADE DE CORRIGIR PROBLEMAS

Como já dissemos, todos os casais têm problemas, mas os casais malsucedidos transformam os problemas em um terceiro na disputa e os tornam protagonistas de seu relacionamento. Isso se traduz na relação em que mudamos nossas atitudes e comportamentos dentro da relação, por exemplo eu paro de falar com meu parceiro, começo a fazer as coisas sozinha e não conto com meu parceiro, ou seja, o problema domina a dinâmica do relacionamento.

Casais bem-sucedidos encurralam os problemas, não permitem que o problema se torne o protagonista da relação, pois são eles os protagonistas dela. Apesar de terem um problema que precisam resolver, eles usam as outras atitudes das quais falamos, encurralam o problema e continuam com suas rotinas e atividades conjuntas regularmente.

NÃO JULGUE SEUS PARCEIROS

Casais bem-sucedidos aceitam incondicionalmente do parceiro, não pretendem mudar isso. Isso não quer dizer que eles não expressem mutuamente as coisas que acreditam precisar mudar para que o relacionamento continue a funcionar e a negociar para chegar a um ponto de entendimento. Mas eles não julgam ou pressionam seus parceiros a mudar.

SINCERIDADE COM MEDIDA

Há momentos em que ouvimos “Eu sou muito sincero com meu parceiro”, “com meu parceiro não escondo nada”, “Eu digo as coisas como penso”, e assim por diante. Essa sinceridade excessiva pode correr o risco de se transformar em impertinência. A impertinência pode ser prejudicial e machucar nosso parceiro, a impertinência nunca é uma boa companheira de viagem em um relacionamento.

Portanto, falar está bem e é algo que devemos fazer, como dissemos em atitudes anteriores, mas saber falar sem magoar e sem prejudicar o nosso parceiro é fundamental para a boa saúde da relação.

Se você desenvolveu essas atitudes em seu parceiro, meus sinceros parabéns. Se você ainda não os desenvolveu, encorajo-os a desenvolvê-los para tornar seu relacionamento um relacionamento satisfatório e bem-sucedido.

Publicidade

Artigos relacionados

Comentarios

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Compartilhe o artigo

Artigos Mais Recentes